Requiem - para uma metamorfose [2007] é uma multidão teatral para os mortos com a vida em seu coração. Fabre está retornando à morte no meio da vida, onde nos divertimos e dançamos, onde a morte é venerada como parte de um ciclo que é sempre capaz de recomeçar.

A morte é um momento carregado de silêncios misteriosos. Mas também um ensurdecedor concerto de memórias, imagens e fragmentos de episódios de vidas perdidas. Na morte, retorna a vida como um caos: um quebra-cabeça composto por anedotas, trivialidades, quartos particulares e mortalidade sublime. A morte é cheia de lágrimas, mas nas profundezas deste pranto, muito tempo depois e, às vezes bem naquele momento, a morte vem rindo zombando da vida. A morte atormenta a vida. A vida atormenta a morte.

Texto, Direção e Coreografia: Jan Fabre Música: Serge Verstockt Assistente de Direção: Miet Martens Dramaturgia: Luk Van den Dries, Miet Martens Performers: Linda Adami, Lie Antonissen, Manon Avermaete, Christian Bakalov, Katarina Bistrovic-Darvas, Dieter Bossu, Dimitri Brusselmans, Maarten Buyl, Sylvia Camarda, Kristof Deneijs, Ann Eysermans, Marusa Geymayer-Oblak, Ivana Jozic, Marina Kaptijn, Tassos Karachalios, Beatrice Kessi, Kazutomi Kozuki, Marinko Les, Clarice Braga Barbosa Lima, Frano Maskovic, Yutaka Oya, Aleksander Pavlin, Elsemieke Scholte, Tom Tiest, Geert Vaes

Apresentações: Salzburger Festpiele Austria 2007, RuhrTriennale Alemanha 2007 e Vilnius European Capital of Culture Lithuânia 2007

N/A N/A N/A N/A N/A