BIOMASHUP [2014] um concerto de dança para 6 bailarinos e 1 músico.

Teve como ponto de partida o interesse em estudar, junto a um grupo de bailarinos-performers, variedades de presença do corpo em movimento. Os performers, algoritmos que organizam informações, realizam uma dança (de)compositiva, gerenciada por repertórios, memórias, coleções individuais, e experiências sintonizadas a processos de seleção, adaptação e contaminação.

Cristian Duarte atesta seu interesse por uma estética que coleciona distintos momentos do tempo histórico. Olhando para os lados, o coreógrafo percebe histórias que navegam por uma teia de acontecimentos, cujo tempo se faz desejante e crasso pelas distintas resoluções de um presente que imagina densidades do vir, que foi e vai ser ação em um mesmo intervalo. “Entendo essa criação enquanto experiência para acionar treinamentos do corpo em dança. Sou fascinado pelo movimento e intensifico meus trabalhos atualmente nessa direção. Não me interesso por criar algo novo, original, não acredito em original. Tenho apostado em estudar estratégias para tornar possível a ressignificação de padrões, estéticas e contextos, trazendo para as vistas uma ética que estabelece a criação enquanto a arte de atravessar o grande murmúrio de encontros poéticos, que permanecem vivos para além do prestígio autoral.”

BIOMASHUP vai nessa direção. Percebe, de modo obsessivo, padrões sensório-motores da dança e ocupa as intersecções ressignificando lugares lendários, a favor de um espaço-tempo que constantemente constrói a sua instância crível entre ficções.

BIOMASHUP Variation 3 concertos de dança para 2 bailarinos e 1 músico.

BIOMASHUP VARIATIONS é um desdobramento da peça BIOMASHUP e se organiza enquanto concerto de dança em três variações. Três duetos independentes e acompanhados pelo instrumento Theremin.

Concepção, Criação e Direção: Cristian Duarte Criação e Dança: Alexandre Magno, Aline Bonamin, Clarice Lima, Felipe Stocco, Leandro Berton, Patrícia Árabe e Tom Monteiro Concepção musical para theremin: Tom Monteiro Desenho de Luz: André Boll Figurino: Daniel Lie Fotografia: Haroldo Saboia Design Gráfico: Renan CostaLima Consultoria Artística: Bruno Levorin Produção Executiva: Daniel Cordova Realização e Apoio: residência artística LOTE#3, 15º Programa de Fomento à Dança para a cidade de São Paulo/Secretaria Municipal de Cultura e Casa do Povo Co-produção Festival Panorama 2014 Apoio primeira fase (2013): Programa Rumos Itaú Cultural Dança 2012/14 Agradecimentos: residentes, colaboradores e interventores dos lotes #1#2#3, Sheila Arêas e Bruno Freire pela participação na primeira fase.

N/A N/A N/A N/A